Ir para o conteúdo

Câmara Municipal de Aparecida e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Câmara Municipal de Aparecida
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social PÁGINA NO FACEBOOK - CÂMARA MUNICIPAL APARECIDA
Legislação
ARRASTE PARA VER MAIS
LEGISLAÇÃO
Atos relacionados
INTERAÇÃO
Anotação
Marcação
BUSCA
Expressão
EXPORTAÇÃO
Código QR
Baixar
Compartilhar
COLABORE
Reportar Erro
QRCode
Acesse na íntegra
LEI ORDINÁRIA Nº 4359, 09 DE SETEMBRO DE 2021
Assunto(s): Anistia
Em vigor

LUIZ CARLOS DE SIQUEIRA, Prefeito Municipal da Estância Turístico Religiosa de Aparecida, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona e promulga a presente Lei:
Art 1º- Fica instituído o Programa de Recuperação Fiscal – REFIS, destinado a promover a regularização de créditos do Município, especificamente junto à Prefeitura Municipal da Estância Turístico Religiosa de Aparecida, decorrentes de débitos tributários ou não tributários, constituídos ou não, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, ajuizados ou a ajuizar, e os débitos que tenham sido objeto de parcelamento anterior, não integralmente quitado, em razão de fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2020.
Art 2º- O ingresso no REFIS dar-se-á por opção do sujeito passivo, mediante formalização de acordo junto ao Setor da Dívida Ativa, e pagamento por meio de documento de arrecadação municipal.
§ 1º - Os débitos tributários incluídos no REFIS serão consolidados tendo por base a data de formalização de acordo ou parcelamento realizado.
§ 2º - Os débitos tributários não constituídos, incluídos no REFIS por opção do sujeito passivo, serão declarados na data de formalização do pedido de ingresso, junto ao Setor de Dívida Ativa.
Art 3º - A formalização do pedido de ingresso no REFIS implica no reconhecimento dos débitos tributários e não tributários nele incluídos, ficando condicionada à extinção de eventuais ações ou embargos à execução fiscal, com renúncia ao direito sobre o qual se fundam os autos judiciais respectivos e da desistência de eventuais impugnações, defesa e recursos apresentados em âmbito administrativo.
§ 1º - Verificando-se a hipótese de desistência dos embargos à execução fiscal, o devedor concordará com a suspensão do processo de execução, pelo prazo do parcelamento a que se obrigou, obedecendo-se o estabelecido no art. 922, do Código de Processo Civil.
§ 2º - No caso do § 1º, deste artigo, liquidado o parcelamento nos termos desta Lei, o Município informará o fato ao juízo da execução fiscal, e requererá a sua extinção, com fundamento no art. 924, inciso II, do Código de Processo Civil.
§ 3º - Os depósitos judiciais efetivados em garantia poderão ser levantados pelo executado (a) após o pagamento integral do parcelamento.
Art 4º- Sobre os débitos tributários e não tributários, conforme artigo 1º desta Lei, estarão inclusos multa, juros de mora e correção monetária até a data da formalização do pedido de ingresso nos termos da legislação municipal, além despesas processuais e honorários advocatícios caso o débito, no todo ou em partes, esteja em execução fiscal em tramitação judicial.
Art 5º - Fixado o valor de que trata o art. 4º, da Lei, o contribuinte poderá:
I - Realizar o pagamento à vista, com anistia de 100% (cem por cento) de juros e multa desde que a adesão ocorra até o dia 19 de novembro de 2021.
II - Parcelar o valor em até 02 (duas) vezes, com anistia de 90% (noventa por cento) de juros e multas desde que a adesão ocorra até o dia 19 de novembro de 2021.
III- Redução de 80% (oitenta por cento) de juros e multas para pagamento em até 05 (cinco) parcelas, desde que a adesão ocorra até o dia 19 de novembro de 2021.
§ 1º - As adesões efetivadas para quaisquer das modalidades constantes dos incisos deste artigo, o vencimento da parcela deverá obrigatoriamente ocorrer após 10 (dez) dias da formalização do acordo/refis e as demais parcelas, caso haja, no mesmo dia dos meses subseqüentes.
§ 2º - O valor mínimo de cada parcela será de 10 (dez) UFM (unidade fiscal do Município) para Pessoas Físicas e de 30 (trinta) UFM (unidade fiscal do Município) para Pessoas Jurídicas nos termos do art. 322 da Lei Municipal nº 4.116/2017 (Código Tributário Municipal).
§ 3º. – Nos acordos relativos ao ano de 2020 não incidirá juros, multas e correção monetária, o acordo será pago pelo valor lançado ou parcelado nos prazos acima apontados.
Art 6º- O ingresso no REFIS impõe ao sujeito passivo a aceitação plena e irretratável de todas as condições estabelecidas, constituindo confissão irrevogável e irretratável da dívida relativa aos débitos tributários e não tributários nele incluídos, com reconhecimento expresso da certeza e liquidez do crédito correspondente, produzido os efeitos previstos do art. 174, parágrafo único, do Código Tributário Nacional, bem como o art. 316 e seguintes, da Lei Municipal nº 4.116/17 (Código Tributário Municipal), e art. 202, inciso VI, do Código Civil.
§ 1º - A homologação do ingresso no REFIS dar-se-á no momento do pagamento da parcela única ou da primeira parcela, para os casos de parcelamento previstos no art. 5º, desta Lei.
§ 2º - O ingresso no REFIS impõe, ainda, ao sujeito passivo o pagamento regular dos tributos municipais, que não integrem o acordo, com vencimento posterior à data de formalização de seu ingresso ao REFIS.
Art 7º. O não pagamento no prazo de 60 (sessenta) dias após o vencimento, de uma das parcelas do presente acordo, importará no vencimento antecipado de todo o débito restante, excluído o sujeito passivo do REFIS, sem prejuízo das demais providências legalmente previstas.
§ 1º - A exclusão do REFIS implica na perda de todos os benefícios desta Lei, acarretando a exigibilidade do saldo do montante principal, bem como da totalidade do montante residual, acrescido de juros e multa à época dos fatos geradores da obrigação tributária.
§ 2º - A adesão ao REFIS não configura novação.
Art 8º- Não será restituída, no todo ou em parte, com fundamento nas disposições desta Lei, quaisquer importâncias recolhidas anteriormente ao início de sua vigência.
Art 9º - O ingresso no REFIS só poderá ocorrer no período compreendido entre a publicação da presente Lei e o dia 19 (dezenove) de novembro de 2021.
Art 10 – Para adesão ao REFIS obrigatoriamente deverá o contribuinte estar com seu cadastro atualizado perante a municipalidade, ou regularizar no ato da adesão do REFIS, devendo para tanto, em caso de empresa apresentar o requerimento de empresário, contrato social e se optante pelo MEI cópia do CPF, em se tratando de pessoal física documentos pessoais, comprovante de residência e documento que comprove propriedade do imóvel.
Art 11- O demonstrativo de Renúncia de Receita e medidas de compensação de que trata o art. 14, de Lei Complementar nº 101, de 04 de maio de 2000, seguem demonstrados na estimativa de impacto orçamentário-financeiro que integra a presente Lei.
Art 12 - Os honorários advocatícios de sucumbências, bem como todas as despesas processuais, terão vencimento após 10 (dez) dias da formalização do acordo, e serão devidas na integralidade dos débitos sem o beneficio do REFIS, caso o referido acordo, nos termos do artigo 1º, esteja sendo objeto de execução fiscal distribuída anteriormente a publicação desta lei.
§ 1º - Os honorários advocatícios sucumbênciais, devidos em razão da efetiva adesão a presente Lei, deverão ser depositados em conta vinculada à Secretaria da Fazenda e, posteriormente, nas datas das liberações dos respectivos vencimentos, serão creditados aos procuradores.
§ 2º - Os honorários advocatícios serão distribuídos proporcionalmente entre os procuradores do Município em efetivos exercícios e contabilizados nos moldes municipais.
Art 13– Ficam incluídos aos benefícios expresso nesta leis os contribuintes em debito com a “Taxa de Ambulante”, ficando suspensa a aplicação do parágrafo único do Artigo 156, do Código Tributário Municipal até que findo o período concessivo desta lei.
Art 14 - Ficam autorizadas as adequações e revisões na Lei nº 4.079/17, de 01.09.2017 (Lei do Plano Plurianual); e Lei nº 4.106/17 (alterações em anexos - Lei Plano Plurianual); Lei nº 4350/21, de 01.07.2021 (Lei de Diretrizes Orçamentárias); Lei nº 4.300/20, de 23.12.2020 (Lei Orçamentária Anual – Estima a Receita e Fixa a despesa do Município – exercício 2021) e, também na Lei de Diretrizes Orçamentárias e na Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2021.
Art 15 - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

REGISTRE-SE, PUBLIQUE-SE, AFIXE-SE E CUMPRA-SE.
Aparecida, 09 de setembro de 2021.

LUIZ CARLOS DE SIQUEIRA
Prefeito Municipal

JOSÉ CIRILO DE JESUS JUNIOR
Secretário Municipal de Planejamento e Governo
Projeto de Lei Substitutivo nº 005 ao Projeto de Lei Executivo nº 041/2021

Autor
Executivo
* Nota: O conteúdo disponibilizado é meramente informativo não substituindo o original publicado em Diário Oficial.
Atos relacionados por assunto
c
Ato Ementa Data
LEI ORDINÁRIA Nº 4360, 09 DE SETEMBRO DE 2021 Institui o Programa de Recuperação Fiscal – REFIS na Autarquia Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Aparecida. 09/09/2021
LEI ORDINÁRIA Nº 3525, 05 DE MAIO DE 2009 Dispõe sobre a anistia de juros de mora, multas e honorários advocatícios e outros incidentes nos créditos tributários do Município da Estância Turístico-Religiosa de Aparecida e dá outras providências. 05/05/2009
LEI ORDINÁRIA Nº 3054, 28 DE NOVEMBRO DE 2000 Dispõe sobre a concessão de anistia de multas e juros sobre as tarifas de água e esgoto, vencidas até o dia 20 de dezembro, na forma que especifica. 28/11/2000
LEI ORDINÁRIA Nº 3048, 14 DE NOVEMBRO DE 2000 Concede anistia fiscal de multa e juros de mora sobre créditos tributários inscritos na Dívida Ativa e aos que se encontrarem em aberto com os tributos do presente exercício. 14/11/2000
LEI ORDINÁRIA Nº 1973, 05 DE FEVEREIRO DE 1982 Concede Anistia Fiscal de multa incidente sobre legalização de obras e planos de loteamentos clandestinos. 05/02/1982
Minha Anotação
×
LEI ORDINÁRIA Nº 4359, 09 DE SETEMBRO DE 2021
Código QR
LEI ORDINÁRIA Nº 4359, 09 DE SETEMBRO DE 2021
Reportar erro
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia