Ir para o conteúdo

Câmara Municipal de Aparecida e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Câmara Municipal de Aparecida
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social PÁGINA NO FACEBOOK - CÂMARA MUNICIPAL APARECIDA
Sessão Plenária
11ª Sessão Extraordinária
Sessão: Extraordinária
Número: 32/2023
Início: 21/12/2023 às 19:00
Encerramento: 21/12/2023 às 21:00
Mandato: De: 01/01/2021 Até: 31/12/2024
Legistatura: 3ª Sessão Legislativa - 95º da Emancipação Político-Administrativa de Aparecida-SP
ATA DA DÉCIMA PRIMEIRA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICO-RELIGIOSA DE APARECIDA, REALIZADA DIA 21 DE DEZEMBRO DE DOIS MIL E VINTE E TRÊS, DO 3º EXERCÍCIO LEGISLATIVO DA VIGÉSIMA (20ª) LEGISLATURA.
PRESIDENTE: LUIZ CARLOS FERREIRA JUNIOR
VICE-PRESIDENTE: ANDRÉ MONTEIRO
1º SECRETÁRIO: CARLOS ALEXANDRE RANGEL DOS SANTOS
2º SECRETÁRIO: SIMONE APARECIDA RIBAS DA SILVA
VEREADORES: ANA ALICE BRAGA VIEIRA, JOSÉ FÁBIO BORGES, LILIANE GABRIELE DOS SANTOS, LUIS FERNANDO DE CASTRO ROCHA e VALDEMIR RODRIGUES DE GODOI.
Aos vinte e um dias do mês de dezembro do ano de dois mil e vinte e três, a partir das dezessete horas e trinta minutos, no Plenário desta Casa de Leis, situado nesta cidade de Aparecida à Rua Joaquina Prado, 369 – Jardim Paraíba, em Sessão Extraordinária convocada na forma Regimental para julgamento das CONTAS DO MUNICÍPIO DE APARECIDA, RELATIVO AO ANO DE 2021. Com a palavra, a Presidência procedeu a abertura da presente Sessão, na qual solicitou do Secretário a leitura na íntegra do Relatório do TCESP – Processo TC – 7249.989.20-3. Isto posto, esta Presidência comunicou a todos os vereadores e demais presentes e interessados que, a sessão está sendo transmitida via internet, na página do FacebookCâmara Aparecida” e pelo Youtube, e que, está sendo filmada e gravada, para os devidos fins de direito, em eventual requerimento de cópia dos registros desta Sessão, e, para que não se alegue surpresa e nem ignorância com relação ao procedimento adotado. A presidência esclareceu ainda que em nenhum momento cerceou o direito de defesa e do contraditório, tendo em vista que o Jurídico da Casa determinou que fossem expedidos todos os documentos necessários para a ampla e irrestrita defesa do Alcaide. Isto posto, esta Presidência solicitou do senhor Secretário que procedesse a leitura: 1. do Parecer Prévio Final emitido pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo; 2. da Manifestação do advogado no presente feito e; 3. do Parecer Final da Comissão de Finanças e Orçamento relativos a Prestação de Contas do Município de Aparecida, deliberado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, relativo ao exercício de 2021.

 

 
 
Isto posto, foi comunicada a ausência no Plenário do advogado de defesa do senhor Prefeito, o qual teria direito de explanar por 30 (trinta) minuto em defesa da prestação de contas. Assim sendo foi colocada em votação ao Projeto de Decreto Legislativo nº 101/2023, que rejeita o Parecer Prévio do Tribunal de Contas que APROVOU a Prestação de Contas Relativo ao Exercício de 2021. Foi franqueado o direito de cada Vereador justificar seu voto. O vereador Luís Fernando registra que em nenhum momento, como Membro da Comissão de Finanças e Orçamento foi convocado para formalizar o Parecer competente. Em votação nominal: a Vereadora Ana Alice Braga Vieira, votou favorável ao Parecer do Tribunal de Contas e contrário ao Projeto de Decreto; o vereador André Luís Monteiro, votou contrário ao Parecer do Tribunal de Contas e favorável ao Projeto de Decreto; o vereador Carlos Alexandre Rangel dos Santos, votou contrário ao Parecer do Tribunal de Contas e favorável ao Projeto de Decreto; o Vereador José Fábio Borges, votou contrário ao Parecer do Tribunal de Contas e favorável ao Projeto de Decreto; a Vereadora Liliane Gabriele dos Santos, votou favorável ao Parecer do Tribunal de Contas e contrário ao Projeto de Decreto; o vereador Luís Fernando de Castro Rocha, votou favorável ao Parecer do Tribunal de Contas e contrário ao Projeto de Decreto; a vereadora Simone Aparecida Ribas da Silva, votou contrário ao Parecer do Tribunal de Contas e favorável ao Projeto de Decreto; o vereador Valdemir Rodrigues de Godoi, votou contrário ao Parecer do Tribunal de Contas e favorável ao Projeto de Decreto; e Luiz Carlos Ferreira Júnior, votou favorável ao Parecer do Tribunal de Contas e contrário ao Projeto de Decreto. Assim, fica rejeitado o Projeto de Decreto Legislativo 101/2023, nos termos no Inciso I do Art. 198 do Regimento Interno e FICA MANTIDO o Parecer Prévio do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo que APROVOU a prestação de contas do município relativo ao exercício de 2021. A Câmara Municipal de Aparecida rejeitou o Parecer da Comissão de Finanças e o Projeto de Decreto Legislativo por 4 votos contrários e 5 votos favoráveis. Não havendo mais matérias e, de tudo que é necessário constar, a Presidência, às dezoito horas e dez minutos, deu por encerrada a presente Sessão, mandando lavrar a presente Ata que depois de lida será assinada pela Mesa da Câmara e pelos senhores Vereadores que assim desejarem.
 
Luiz Carlos Ferreira Júnior
Presidente
 
Carlos Alexandre Rangel dos Santos         
1º Secretário   
     
Simone Aparecida Ribas da Silva
2ª Secretário
Sessão
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia