Ir para conteúdo do site interna

Ir para o conteúdo

Câmara Municipal de Aparecida e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Proposições
Apresenta Moção de Pesar em memória de FLORIZA DE OLIVEIRA, pelo seu falecimento em 05/10/2023.
MÇ - Moções
moc_ver_107_pesar_ana_16041014.pdf 152,81 KB
Download
Detalhes
Detalhes
Situação
Aprovado
Legislatura
De 01/01/2021 até 31/12/2024
Número
107/2023
Data
06/11/2023
Ementa
Apresenta Moção de Pesar em memória de FLORIZA DE OLIVEIRA, pelo seu falecimento em 05/10/2023.
Justificativa
Floriza, a querida Iza, floresceu! Floresceu nesta primavera, como as flores de seu jardim. Tal como a rosa mais delicada e de suave perfume, nossa Floriza desabrochou, junto com as chuvas do começo desta estação. Floresceu depois de semear sua vida todinha compreensão, paciência e cuidado. Não poupava gentileza e solidariedade com quem cruzasse seu caminho. Podia ser com uma palavra de consolo, uma brincadeira ou um doce de mamão, não há quem não se sentisse acolhido por ela. Semeou bondade e espiritualidade. Solidária, encontrava tempo e disposição para as atividades no asilo e na igreja. Foi catequista de muita gente e conquistou uma legião de admiradores e amigos. Semeou bom humor e leveza. Dava apelidos às pessoas e aos animais. Quem não se lembra das brincadeiras na fazenda? Repetia rindo: “Só o pó! Se sobrar!“. Semeou jardins! Nas suas mãos de fada, não havia planta que não vingasse. Samambaias, suculentas e trepadeiras: sempre tinha uma mudinha para doar. Tudo no seu jardim florescia com facilidade, e a roseira, até no inverno, não deixava de brotar. Camomila, cidreira, guaco, arnica: conhecia cada erva, fazia seus chás e emplastos para os males do corpo. Ao dar uma topada no dedo ou levar uma picada de inseto, era o seu álcool verdinho que nos salvava. Floriza, a grande cozinheira, floresceu! Foi no dia de São Benedito, o padroeiro dos cozinheiros, como uma mensagem dos céus! Arroz doce, cocada, doce de abóbora, sorvete de coco, goiabada… são centenas de iguarias, docinhos e salgados. Quem teve a sorte de provar sabe que jamais haverá tempero tão especial quanto o da Iza. O segredo? Suas mãos divinas! Floriza floresceu e foi enfeitar o jardim da Mãe Aparecida, de quem era devota. Muita saudade, muita gratidão, muito amor, nossa eterna flor.